quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Afinal, o que é glúten?

Muito se fala e pouco se sabe sobre o glúten. Salvo pessoas que têm como preferência não ingerir alimentos com esta proteína, as que têm doença celíaca e todos que convivem com elas no dia a dia. Então, este post é para que você fique por dentro, de uma vez por todas, sobre glúten.
gluten
Imagem: Tua Saúde
Glúten é um tipo de proteína encontrada em alguns grãos como, o trigo, a cevada e o centeio. Também pode aparecer na aveia, quando é beneficiada no mesmo lugar em que são o trigo, a cevada ou o centeio: por contaminação cruzada. Independente disso, alguns celíacos apresentam sensibilidade à aveia pura, pois contém uma proteína semelhante ao glúten e, por essa razão, muitos preferem não incluí-la em sua dieta.
O glúten proporciona elasticidade às massas auxiliando-as em seu crescimento, assim como, na estabilidade de seu formato e a consistência macia ao produto final. Como os grãos que contém glúten são, em sua maioria, o principal ingrediente de muitos alimentos comuns, como pães, bolos e outros produtos processados à base de cereais, encontrar alternativas sem glúten, não é tão fácil assim.
Para quem tem hipersensibilidade, o que em geral resulta em sintomas desagradáveis, a eliminação desses produtos na dieta é parte fundamental da mudança de hábitos para ganhar bem-estar.
gluten-2
Pãozinho delícia sem glúten <3 Receitinha no final do post!
O que é doença celíaca?
Comumente associada à hipersensibilidade ao glúten, não é alergia nem intolerância alimentar, mas um distúrbio autoimune em que o corpo produz anticorpos contra o glúten, provocando inflamação na parede do intestino delgado.
Quem sofre de doença celíaca?
Cerca de 1% da população mundial sofre de doença celíaca, mas estima-se que a maioria ainda não tenha sido diagnosticada. Qualquer pessoa pode desenvolvê-la, a qualquer tempo, e é mais comum entre os 40 e 50 anos. Cerca de 25% dos casos são diagnosticados em indivíduos com mais de 60.
A doença pode ser hereditária: quem tem um parente próximo celíaco tem 10% de probabilidade de tê-la ou desenvolvê-la. Quem sofre de outra doença autoimune – como alguns distúrbios da tireoide, artrite reumatoide e diabetes tipo 1 – tem maior predisposição.
A dieta sem glúten
Como o glúten está presente em todos os produtos que contêm trigo, cevada, centeio e, muitas vezes, aveia, devido à contaminação cruzada, é necessária muita atenção ao comprar, preparar e cozinhar os alimentos para quem tem a doença celíaca. No Brasil, a lei exige que os rótulos de todos os produtos industrializados indiquem se contém ou não glúten. Caso a informação não conste no rótulo, verifique a lista de ingredientes. Em alguns alimentos, como pães, bolos, massas e biscoitos, a presença dele é evidente.
E temperos, sopas instantâneas, salgadinhos, embutidos e outros itens podem conter essa proteína. Por isso, a leitura cuidadosa de todos os rótulos é fundamental. Mas não há razão para se alarmar. Existem muitos alimentos que não contêm glúten naturalmente e que podem ser usado no preparo de refeições deliciosas.
gluten-3
Pão de Queijo de Tapioca || Imagem Lucilia Diniz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, tudo bem?
Obrigada por visitar o iEu Recomendo!
O que achou da postagem?
Deixe sua opinião, ela muito importante para nós. :)